sábado, 22 maio 2021 14:25

Município de Oliveira do Hospital investiu mais de 2,6 milhões de euros nas duas corporações de bombeiros do concelho

 

A Câmara Municipal de Oliveira do Hospital atribuiu 2 milhões e 617 mil euros às duas corporações de Bombeiros Voluntários do concelho, Lagares da Beira e Oliveira do Hospital, nos últimos onze anos.

A informação foi avançada pelo presidente da autarquia, José Carlos Alexandrino, durante a breve cerimónia de assinatura dos protocolos para a constituição das segundas EIPEquipas de Intervenção Permanente nas duas corporações, que decorreu, dia 20 de maio, no salão nobre da Câmara Municipal.

A constituição das EIP vem melhorar a eficiência da proteção civil e as condições de prevenção e socorro face a acidentes e catástrofes, dotando as corporações de bombeiros de operacionais em permanência, valorizando a sua profissionalização.

Com formação específica, cada EIP é constituída por cinco elementos e está vocacionada para a primeira intervenção, seja em incêndios ou acidentes de viação, melhorando a prontidão da corporação, evitando muitas vezes a necessidade de acionar outros meios.

Sublinhando que o “trabalho dos Bombeiros Voluntários é de grande importância e relevância porque dão resposta aos que mais precisam”, José Carlos Alexandrino notou que estas duas novas EIP representam também um esforço da Câmara Municipal – o custo de cada EIP é comparticipado em partes iguais pela Associação Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) e a autarquia – “mas estamos a dotar as corporações de mais dez pessoas que estão de forma permanente no socorro às populações”.

Dando conta que desde 2010, já foram atribuídos mais de dois milhões e seiscentos mil euros aos bombeiros, o autarca frisa que “este foi o dinheiro mais bem entregue e aplicado, à semelhança de outros investimentos de cariz social que temos feito”.

O presidente da autarquia de Oliveira do Hospital quis agradecer “o trabalho dos bombeiros, parceiros importantíssimos”. Destacou também o trabalho conjunto com o Comando Distrital da ANEPC, que se fez representar na sessão pelo segundo CODIS, Nuno Seixas. Este responsável sublinhou a importância das EIP na melhoria da prontidão de resposta às populações e referiu-se ao presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital como “um homem do terreno que sabe bem o valor que têm os bombeiros, porque – conforme afirmou – esteve sempre presente em todos os difíceis momentos que o concelho tem atravessado”. Realçou também o investimento da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital, nos últimos anos, na proteção civil “porque quem vai beneficiar são as populações”.

Os dois corpos de bombeiros concelhios já dispunham de uma EIP mas a constituição de uma segunda equipa é vista por todos – autarquia, comandos e direção das associações humanitárias – como uma mais valia na prontidão de resposta às ocorrências que impliquem intervenções de socorro às populações e de defesa dos seus bens, conjugada com a grande força dos bombeiros que é o voluntariado.

        

ptnlenfres

CONTACTOS

 

Username *
Password *
Remember Me