terça, 16 agosto 2022 14:56

Lourosa viaja no tempo com Feira Moçárabe

A freguesia de Lourosa viajou no tempo nos dias 13 e 14 de agosto, até ao séc. X, época em que cristãos e muçulmanos coabitaram naquelas terras, e voltou a ser palco da Feira Moçárabe, evento único no país, que encheu de visitantes o espaço junto da Igreja Moçárabe de São Pedro de Lourosa, Património Nacional.

Danças do ventre, andas e malabares, música medieval, lutas de espadas, animação de rua, arqueiros, e um espetáculo de fogo no sábado à noite integraram o programa cultural da oitava edição da Feira Moçárabe de Lourosa.

Para a vereadora com os pelouros da Cultura e do Turismo da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital, Graça Silva, a Feira Moçárabe de Lourosa, “é uma feira diferente, peculiar e única no país. Uma feira única do período Moçárabe” no país.

O certame, que tem vindo a crescer de ano para ano, é visitado por milhares de pessoas a cada edição e junta ao programa cultural a gastronomia e o artesanato, com barraquinhas de venda de produtos locais e regionais.

“É também uma missão nossa fazer com que cada edição seja melhorada e tenha surpresas. Não só a nível cultural, mas também a nível da gastronomia e do artesanato”, afirmou Graça Silva, notando que “as vestes, que ajudam a encarnar este período histórico, fazem com que a feira seja mais atrativa e são motivo para que muitas pessoas visitem o espaço”.

Após dois anos de interregno, por forças das restrições impostas pela pandemia, a Feira decorreu este ano pela primeira vez num espaço novo, depois de obras de requalificação desenvolvidas pelo Câmara Municipal, com o apoio da Junta de Freguesia e da população loca.

“Percebemos que as pessoas se movimentaram de forma mais aprazível, sem tropeçar nos declives do terreno. Espera-se que Lourosa continue a ser um ponto de referência turístico no concelho e que este Monumento Nacional, uma igreja única na Península Ibérica, e que cujas portas estiveram sempre abertas ao serviço do povo, continue a ser um de ponto de interesse dos turistas da nossa região, do país e de todo o mundo”, referiu Graça Silva”.

Para o presidente da Junta de Freguesia de Lourosa, José Carlos Marques, o regresso da Feira devolveu à terra as suas gentes, “num reencontro de muitas famílias e de muitas gerações, o que deixa, assim, cumprido uma das missões do certame, a de dinamização da freguesia”, referiu.

Com uma nova roupagem e um novo conceito, o autarca explicou que esta edição da Feira Moçárabe Lourosa foi “claramente uma aposta ganha, quando olhamos e vemos uma massa humana, que nos motiva e orgulha”.

Sendo o certame virado para a comunidade, “este ano quisemos também fazer a feira sob o conceito de economia circular. Contamos com o apoio dos artesãos presentes, que são de Lourosa ou com ligações à terra, e das coletividades da freguesia, a quem foi lançado o repto de assegurar a restauração no evento e que aceitaram com agrado”, referiu José Carlos Marques.

A Feira Moçárabe de Lourosa, organizada pela Junta de Freguesia de Lourosa, com o apoio da Câmara Municipal, decorre desde 2012 e assume-se como um evento de referência no concelho de Oliveira do Hospital.

        

ptnlenfres

CONTACTOS

 

Username *
Password *
Remember Me