quarta, 29 junho 2022 14:36

Programa PARES 3.0 contempla sete IPSS com mais de quatro milhões de euros

Sete Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) do Município de Oliveira do Hospital foram contempladas com verbas para concretizar investimentos no âmbito do Programa de Alargamento da Rede de Equipamentos Sociais - 3.ª Geração (PARES 3.0).

Oliveira do Hospital é, no distrito de Coimbra, o município com mais candidaturas aprovadas – sete – num investimento total que ultrapassa os quatro milhões de euros (4.097.728,00€) para o desenvolvimento das respostas sociais a que as instituições se candidataram.

O presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital, José Francisco Rolo, participou na sessão de assinatura dos contratos de comparticipação financeira entre as IPSS oliveirenses e o Instituto de Segurança Social, cerimónia presidida pela Ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho, recentemente em Coimbra.

Foi atribuída comparticipação financeira às candidaturas dos seguintes projetos: Apoio Domiciliário da Associação para o Desenvolvimento Social e Cultural do Vale do Cobral -  Lar de Idosos; Centro de Dia e Apoio Domiciliário da Associação Progressiva de Santo António do Alva; Lar, Centro de Dia e Apoio Domiciliário do Centro Paroquial de Solidariedade social da Bobadela; ERPI – Estrutura Residencial para Pessoas Idosas do Centro Social e Paroquial de Ervedal da Beira; Lar Residencial da Associação de Solidariedade Social Professor Virgílio Hall da Fonseca; Lar Residencial para Pessoas Deficientes da ARCIAL, Associação para a Recuperação de Cidadãos Inadaptados de Oliveira do Hospital; e ERPI – Estrutura Residencial para Pessoas Idosas da Fundação Aurélio Amaro Diniz.

O presidente José Francisco Rolo, que sublinha que está em causa um investimento superior a seis milhões de euros, congratula as instituições pelos investimentos e financiamento alcançado que permitirá alargar e melhorar a rede de equipamentos sociais do município de Oliveira do Hospital dando uma maior resposta às necessidades das populações.

O autarca destaca a “capacidade de organização e a capacidade de estruturar as candidaturas das várias IPSS que foram objeto de aprovação” e sublinha o importante trabalho de concertação no quadro do Conselho Local de Ação Social (CLAS) da Rede Social para “perceber e sinalizar as autênticas prioridades existentes nos vários equipamentos sociais existentes no concelho”.

O programa PARES tem como finalidade apoiar o desenvolvimento e consolidar a rede de equipamentos sociais, nomeadamente na criação de novos lugares em várias vertentes: nas creches, no reforço dos Serviços de Apoio Domiciliário e dos Centros de Dia, no aumento de lugares em ERPIs para situações de maior dependência e na integração de pessoas com deficiência através do incremento da rede de Respostas Residenciais e de Centros de Atividades e Capacitação para a Inclusão.

        

ptnlenfres

CONTACTOS

 

Username *
Password *
Remember Me