Exposição de pintura de Ana Afonso na Casa da Cultura é inaugurada dia 3 de fevereiro Destaque

Na próxima sexta-feira, 3 de fevereiro, às 21H30, será inaugurada a exposição de pintura "Sem Margem" de Ana Afonso.

 

A exposição ficará patente ao púbico, até 28 de fevereiro na Casa da Cultura César Oliveira.

 

A artista refere que "todo o trabalho artístico e plástico foi orientado para o tema, associado às ideias de espaço - local - e tempo - passado e presente -, desenvolvido num ciclo anual" e com a exposição "Sem Margem", Ana Afonso convida o visitante para "que nela se movimente, comigo... para que a possa imaginar e dela fazer parte, completando-a, e tal como eu a percorra, viajando."

 

"Parte dos trabalhos resultam da combinação de uma prática mais plástica, associada a sentimentos indizíveis, com o cuidado de um espaço contínuo, para além das circunstâncias internas, onde se ganhe perspetiva", pode ler-se na apresentação desta exposição.

 

É a linguagem plástica denominada, pela autora, como simbologia ambiental que predomina nos seus trabalhos e é através desta que expressa partes do seu imaginário. As obras que expôs, sempre em contexto reservado, em espaços privados, individual ou coletivamente, são marcadas pelos movimentos Impressionista e Expressionista, em que a autora sempre afirmou a espátula como artefacto primordial.

 

As raízes angolanas de Ana Afonso, onde nasceu em 1957, a par da influência da pintura que sempre viu pelas mãos da mãe, trazem-na, a cada obra, a uma expressão de Espaços, Momentos e Abstrações que ultrapassam o Tempo e o Espaço, real ou imaginário em que se inspira para a produção artística. A formação de Ana Afonso na área das Ciências Sociais e Humanas prende-a a sentimentos terrenos que a todos nos são próximos.

 

 

voltar ao topo